quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Estorvo




"Dizia "te amo mais que tudo" no meio do almoço, dizia no cinema, no supermercado, na frente dos outros: eu achava estranho ela dizer isso a toda hora, mas acabei por me acostumar."
In Estorvo - "Chico Buarque" (2000)

1 comentário:

tonsdeazul disse...

Parece que o personagem apenas se acostumou às palavras...
Achei livro meio confuso. Perdi-me por algumas vezes na história e não consegui entranhar-me de todo nas palavras doa autor.
Beijinho